ACESSO RESTRITO

5 DICAS DE OURO PARA COMPRAR SEU APARTAMENTO Destaque

Sair da casa dos pais, casar, família aumentando, diminuindo ou porque decidiu fazer um investimento. 
Seja qual for o motivo, na hora de escolher um apartamento estas dicas podem evitar que você veja seu sonho se transformando em pesadelo. 

São 5 dicas de ouro para te ajudar na hora de comprar seu novo apartamento.
 


1. INVESTIGUE O PASSADO DA CONSTRUTORA
Você deve pesquisar, analisar e buscar referências. Procure conhecer a história da construtora responsável pelo prédio onde está o apartamento que escolheu. Se ainda estiver na planta, vá conhecer empreendimentos que já tenham sido entregues, converse com os moradores dos empreendimentos mais antigos. 
Pergunte sobre o cumprimento dos prazos de entrega, qualidade dos imóveis e estrutura predial.
Também vale pesquisar na internet sobre a construtora, principalmente nas redes sociais e blogs onde muitos compradores deixaram registradas suas avaliações.

2. CERTIFIQUE-SE DE QUE O IMÓVEL ESTÁ REGISTRADO

Antes de qualquer coisa, peça para a construtora o número do Registro de Incorporação. Verifique no cartório de registros de imóveis do município se o imóvel realmente está registrado. O RI (Registro de Incorporação do Imóvel) descreve todas as características construtivas do condomínio e seu objetivo é informar como será o imóvel. Com detalhes da planta das áreas comuns, privativas, de lazer ou vagas de garagem e outras informações importantes, referente ao empreendimento.
O registro, entre outras coisas, determina que as construtoras sigam o projeto conforme proposto. E assegura a entrega do empreendimento, respeitando o método e os prazos determinados pela lei. 


A MEC Empreendimentos preza pelo respeito ao cliente e pela transparência em todas as suas negociações. Ao optar por um empreendimento da MEC você pode realizar sua negociação tranquilamente. Apenas empreendimentos que já possuam incorporação são colocados a venda. 

3. VEJA COM SEUS PRÓPRIOS OLHOS
É muito comum a oferta de apartamentos ainda na planta. Se este for o seu caso visite o local antes de concluir sua compra. Não só para certificar-se da existência do terreno ou do estágio da obra, mas também para saber sobre as condições urbanas reais. Vizinhança, estabelecimentos comerciais e todos os demais itens que você considere indispensáveis.
A segurança é um ponto especialmente relevante. Procure saber com a vizinhança sobre a segurança no local, índice de assaltos, etc.
Buscar saber também qual o valor médio dos IPTUs região pode evitar futuras despesas adicionais e te ajudar a fazer um bom planejamento financeiro.

4. O APARTAMENTO IDEAL?
Várias opções de andar, vista, metragem... E pronto, aparece aquela indecisão.
Geralmente, decidir qual o aparamento certo está mais ligado às suas necessidades do que você imagina.

Nem sempre a resposta está na unidade que possui a maior metragem, ou a maior varanda gourmet. Se gosta muito de cozinhar, possivelmente, gostará mais da unidade que tiver a cozinha mais espaçosa. Se tem filhos e precisa alocar mais de um no mesmo quarto, dará preferencia ao imóvel com quartos mais amplos. Se prioriza receber amigos, escolherá sala ou varanda maiores.

Além das questões pessoais, quando for escolher seu apartamento, avalie bem a estrutura. Observe a posição de portas e janelas, para saber se terá corrente de vento circulando pelo imóvel. 

Verifique as posições do nascer do por do sol, para saber se o imóvel receberá o sol da manhã ou da tarde. 
Saber para onde estão voltadas as janelas vai ajudar na questão da privacidade. Se há uma vista agradável ou contato direto com vizinhos. Tudo isto, além de proporcionar maior conforto a você, poderá valorizar seu imóvel no futuro.


5. FINANCIAMENTOS: FAÇA AS CONTAS ANTES DE ESCOLHER A FORMA DE PAGAMENTO
O mercado oferece algumas opções de financiamento, as principais são o financiamento bancário e o financiamento direto com a construtora.

De um lado temos as operadoras bancárias, que oferecem a possibilidade de financiar seu imóvel em até 30 anos. Entretanto, as taxas de juros sobre este financiamento podem aumentar significativamente o valor final do imóvel. Se o valor da prestação comprometer mais do que 30% da sua renda mensal o financiamento poderá ser reprovado.
E se você tiver mais de 40 anos de idade, este mesmo financiamento pode ficar um tanto inviável ou até mesmo não ser aprovado.

Do outro lado, temos as construtoras que oferecem o financiamento direto. 
No financiamento direto com a construtora o parcelamento costuma ser menor, mas junto com ele, cai o valor final do imóvel.
Na MEC Empreendimentos, por exemplo, parcelamos o imóvel em até 135 vezes sem juros, são mais de 10 anos! Apenas com a correção das parcelas pela taxa da poupança, que é o menor índice de correção atual.
Temos imóveis com parcelas a partir R$933,11. 

E lembre-se, consulte sempre um corretor devidamente registrado no CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis).