ACESSO RESTRITO

Indústria da construção segue otimista em Minas Gerais

Em janeiro, o Índice de Confiança do Empresário da Indústria da Construção em Minas Gerais (Iceicon-MG) atingiu 58,2 pontos, registrando alta de 3,6 pontos percentuais frente ao resultado obtido no mês anterior, quando o resultado ficou em 54,6 pontos. Os dados, calculados pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) em parceria com o Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), foram divulgados na última quinta-feira (14).

Apesar do resultado, os empresários seguem insatisfeitos com a situação atual. O quesito ficou em 48,5 pontos, abaixo da linha dos 50 pontos, indicando evolução negativa. Já as expectativas para os próximos seis meses melhoraram, passando de 60,6 pontos em dezembro para 66,9 em janeiro.

O nível de atividade operou em 45,2 no primeiro mês do ano, entretanto, as expectativas do setor são positivas. Os empresários esperam crescimento no nível de atividade (55,8 pontos), da compra de matéria prima (55,2), do surgimento de novos empreendimentos (54,2) e das contratações (53,7).

Em relação à situação financeira das empresas, o índice aponta que os empresários estão satisfeitos com a margem de lucro (52,3 pontos) e com as condições financeiras da empresa (54,6), mas pessimistas quanto ao acesso ao crédito (48,5).